Reyane Tradition | Insurrection II Pure

Hoje vou falar um pouco sobre aquelas surpresas que acontecem no mundo da perfumaria. Minha análise de hoje é em cima do Insurrection II Pure da Reyane Tradition. E talvez vocês estejam se perguntando o por que da surpresa. Acontece que Reyane Tradition trouxe um grande perfume com uma apresentação impecável por nódicos $16. Sim, isto mesmo, trata-se de um perfume que lá fora é comercializado por $16 e é simplesmente incrível o que ele oferece por esse preço.

O grande motivo para trazer essa resenha e, principalmente, pela minha vontade em conhecer este perfume é porque nos fóruns internacionais muitos relatavam uma semelhança extraordinária com um dos meus perfumes preferidos (TOP 1): Aventus da Creed (ainda escreverei sobre ele aqui).

Quando se trata de perfumes que são considerados contratipos, principalmente dos chamados 'niche fragrance', confesso que sempre fico com pé atrás. Digo isso, pois sou alguém que admira a arte da perfumaria, então algumas vezes nuances que podem passar despercebidas para alguns, para mim acaba sendo importante.



Acho que o que permitiu a mim esta surpresa, foi um pouco o meu ceticismo, confesso. O Insurrection II Pure foi uma grata surpresa, pois ainda que as diferenças estejam presentes, pelo valor comparativo entre os dois perfumes é simplesmente incrível o que Reyane oferece.

A experiência com o Insurrection II Pure foi muito grandiosa no que diz respeito a sua apresentação. Reyane Tradition trouxe simplesmente uma aula de embalagem, ensinando muitas vezes marcas mais renomadas a importância de uma boa apresentação. São detalhes que agregam de maneira extraordinária o produto final e criam um sentimento de respeito da grife com seu consumidor.

Um frasco muito bonito, elegante, com um design muito arrojado e diferente. Sua caixa é semelhante a um livro de um material de muita qualidade e o frasco é guardado em forma de gaveta. Para ser um pouco crítico, talvez a única coisa que poderia ser um pouco melhor, seria a pintura do frasco e, claro, o borrifador.



O borrifador é ruim? Não, jamais, principalmente levando em conta o valor final do produto que é de $16. Alias, já vi perfumes mais caros terem borrifadores piores. Na verdade, não é possível exigir esse nível de detalhamento de algo com este valor, porém são pontos que cabe uma crítica, pois poderia ter um pouco mais de qualidade.

O Insurrection II Pure foi lançado em 2013, não é tão recente, mas confesso que o auge maior se deu por volta de 2015, principalmente pela comparação direta ao Aventus da Creed. Infelizmente não encontrei o perfumista/nariz por traz da fragrância, o que é uma pena.

De qualquer forma, Insurrection II Pure é uma fragrância amadeirada aromática bem frutada, levemente doce e fresca. Sinto bem presente um abacaxi junto a bergamota, mas o lado frutal da mistura entre o abacaxi e nuances de uma maça verde é o que mais chama atenção em meu nariz. Um pouco sintético, claro, mas nada que desabone a fragrância. Na secagem sinto aquele tom mais metalizado, algo mais gelado até, com o lado amadeirado de um cedro.



A abertura no geral se assemelha realmente ao Aventus da Creed, principalmente o abacaxi, no entanto sinto falta logo de cara da bétula que traz aquela sensação esfumaçada no Creed. Outra diferença criteriosa é no drydown, quando na verdade o tom sintético realmente cobra o efeito de ingredientes mais baratos e, também, não sinto tanto aquele tom chypre presente no Aventus aqui no Insurrection II Pure.

É realmente uma ótima fragrância e, também, oferece um ótimo custo e benefício, principalmente levando em conta o preço que o Aventus tem sido comercializado atualmente. É um trabalho muito bem feito e que oferece uma vibe muito semelhante.



Tem um aroma que agrada facilmente a todos e em minha pele a projeção foi muito boa e a fixação também foi muito legal. É um perfume que tem uma alta versatilidade, podendo ser usado durante o dia ou a noite e ser usado também em diferentes momentos.


AROMA
90%
FIXAÇÃO
80%
PROJEÇÃO
80%
PROPOSTA
85%
VERSATILIDADE
100%